Comportamento Alimentar

 
 
 

Comportamento Alimentar

 

 
Perturbação do comportamento alimentar" é o termo utilizado para um grupo de doenças mentais graves que levam os indivíduos a comprometer a sua saúde física e mental devido a uma relação problemáticas com o peso, a imagem corporal, a alimentação e alguns alimentos. Esses distúrbios podem às vezes ser uma ameaça à própria vida.

Uma relação problemática com a alimentação ou a imagem corporal pode manifestar-se sob a forma de compulsão alimentar, purgação, restrição alimentar, exercício motivado e uma série de outras questões relacionadas à alimentação ou à imagem corporal. As perturbações do comportamento alimentar podem assim assumir várias formas, incluindo as seguintes:
 
 
 
 
Anorexia
 
Indivíduos com Anorexia Nervosa restringem a ingestão calórica devido ao medo intenso de ganhar peso. A restrição calórica resulta em perda de peso significativa bem como outras consequências negativas para a saúde. Alguns indivíduos com anorexia também se envolvem em comportamentos compensatórios, como exercícios excessivos, vómitos auto-induzidos e uso de diuréticos. A anorexia pode, em alguns casos, resultar em morte. Indivíduos afectados têm uma distorção da imagem corporal e percebem-se acima do peso, apesar de seu peso ser perigosamente baixo.
 
 
 
Bulimia
 
É caracterizada por períodos de compulsão com alimentos, muitas vezes seguidos por várias maneiras de compensar a compulsão, tais como vómitos auto-induzidos, exercícios dirigidos ou outros comportamentos. Indivíduos que vivem com bulimia baseiam seu entendimento de auto-estima no seu peso ou na sua imagem corporal.
 
 
 
 
 
Comer Compulsivo
 
É caracterizado por períodos de ingestão compulsiva de alimentos. Ao contrário da bulimia, aqueles que sofrem de compulsão alimentar geralmente não tentam expurgar depois de comer compulsivamente. Podem, portanto, aumentar significativamente o peso e sofrer as consequências nefastas para a saúde. Depressão, vergonha e baixa auto-estima também estão frequentemente associadas à compulsão alimentar.
 
 
 
Comer Emocional
 
Usar comida de vez em quando como um prémio, uma recompensa, ou para celebrar não é necessariamente uma coisa má. Mas quando o comer emocional é o seu principal mecanismo de enfrentamento; quando o seu primeiro impulso é abrir o frigorífico sempre que está chateado, irritado, solitário, stressado, exausto, ou entediado, você acaba por ficar preso a um ciclo doentio onde o sentimento real ou o problema nunca é abordado.